História

O Catch As Catch Can (agarre como puder) é um estilo de wrestling inglês desenvolvido no século 19 a partir do estilo de Lancashire que possuía competições com regras mais flexíveis e permitiam agarrar abaixo da cintura, logo se tornou popular na Europa e Estados Unidos atraindo lutadores de todos os estilos de wrestling existentes sofrendo influências destes e absorvendo suas técnicas.

O Catch é o estilo completo desenvolvido com técnicas dos estilos ocidentais e influenciado pelos estilos orientais como o Jiu Jitsu Japonês (sobretudo o Judo de Jigoro Kano).

Com a profissionalização do estilo, a popularização do ProWrestling (Espetáculos teatrais) se tornou inevitável e com o fim dos duelos entre escolas e lutadores o estilo praticamente desapareceu.

Naturalmente a partir dos anos 20 os atletas passaram dos combates reais para os espetáculos de ProWrestling, no Brazil ainda continuou até os anos 50.

Catch no Brazil

Ao chegar no Brazil e se popularizar nos anos 30, logo se tornou o principal esporte e seus atletas verdadeiros ídolos nacionais.

Aqui no Brazil foi chamado de Luta Livre Americana ou simplesmente Luta Livre.

Eram 3 gêneros, o profissional, o amador e o valendo tudo, de onde sairia o termo vale-tudo que deu origem ao MMA moderno. Logo as regras do vale-tudo ficariam associadas ao termo Luta Livre Americana e o Catch apenas as regras do amador e profissional.

Vale ressaltar que o Catch Profissional disputado no Brazil não era o ProWrestling americano ainda, eram baseados nas antigas regras do Catch clássico que terminava o combate com finalização ou imobilização dos dois ombros no chão com contagem de 3 batidas da mão do árbitro no chão. O que diferenciava o amador do profissional na maioria das vezes era apenas o recebimento de bolsas. As lutas lembravam o ADCC de hoje.

As regras variavam muito de evento para evento, chamavam de Catch quando valia a imobilização de espáduas e Luta Livre quando o resultado era apenas por finalização.

O ProWrestling não fez sucesso por aqui de imediato e era chamado de “Espetáculos de Catch”, somente a partir dos anos 50 e 60 com o advento do Telecatch que o ProWrestling passou a fazer sucesso e logo se tornou o sinônimo de Catch, confundindo mais o público. Para se diferenciar os lutadores passaram a se referirem ao Catch amador apenas como Luta Livre e desde os anos 70 que praticamente deixaram de chamar a Luta Livre de Catch.

Não sabemos com precisão quando surgiram os termos “Luta no duro” e “Luta no mole” para diferenciar respectivamente a luta pra valer da luta combinada. Esses termos já eram conhecidos na década de 30.

Portanto existem 4 versões do Catch praticadas históricamente no país: amador e profissional com regras de finalização ou imobilização, vale tudo e espetáculos de ProWrestling. Algumas lutas tinham regras e contratos específicos e variava de empresa para empresa. Exemplo, em algumas lutas o adversário do Tatu exigia que não valesse estrangulamento, já que esse lutador era conhecido por ter essa finalização mortal e pegava todo mundo.

Dois herdeiros existentes atualmente são o Freestyle Olímpico que foi implantado no país a partir do Catch amador e a Luta Livre Brasileira que foi criada por Euclydes Hatem, o Tatu, com base no Catch e influência do Judo de Takeo Yano e Loanzi.

Existe um movimento global de resgate da modalidade e somos os responsáveis no Brasil.

Typically there is no real reason to visit apothecary every when you going to get medications. Many drugs are used to treat tonsillitis, other ones to prevent other diseases. There are divers remedies for each illnesses. Below are ten defense tips about “cialis generic best price “. Maybe every man knows about “generic for cialis “. A medicinal review about “is there a generic for cialis ” found that men’s most common sexual soundness problem is ED. By the way, there are several of explanations and pharmacists are commonly able to pinpoint your problem through psychological tests. So if you are experiencing erectile problems, it is momentous to see a qualified physician right away for a complete medicinal testing. Get emergency help if you have any of these signs of a side effect to the medicine. Talk to your physician to see if it’s foolproof to make the switch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *